Grupo Fleury desenvolve teste para coronavírus

Grupo Fleury desenvolve teste para coronavírus

Elaborado em uma semana pela área de Pesquisa e Desenvolvimento, exame traz resultado em três dias úteis para o estado de São Paulo e em quatro dias úteis para demais regiões no Brasil. Teste está disponível somente em hospitais parceiros do Grupo.

O Grupo Fleury lança no mercado nacional um teste molecular para detectar o novo coronavírus (denominado SARS-CoV-2 pelo International Committee on Taxonomy of Viruses - ICTV). O exame, desenvolvido pela área de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa em apenas uma semana, está disponível somente nos hospitais parceiros do Grupo Fleury nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. Assim como praticado na ocasião do surto de H1N1, por se tratar de uma situação de saúde pública, o Grupo oferece esse exame aos hospitais parceiros a preço de custo desde o dia em que o teste entrou em rotina, em 14 de fevereiro de 2020.

O teste baseia-se no método de PCR, seguindo protocolo da Universidade Charité (Berlim, Alemanha) e validado de acordo com as normas do Colégio Americano de Patologistas (CAP). “A partir da chegada de reagentes importados em 6 de fevereiro de 2020, conseguimos desenvolver em tempo recorde, dentro de nossa área de P&D, o exame para detecção do novo coronavírus. O protocolo técnico foi totalmente elaborado pelo Grupo Fleury, que além dos testes com reagentes desenvolveu em paralelo todas as ações operacionais e logísticas para que o exame fosse disponibilizado para seus hospitais parceiros o mais brevemente possível”, conta Dr. Celso Granato, infectologista e diretor Clínico do Grupo Fleury.

A recomendação de utilização do teste segue o protocolo de cada hospital parceiro para garantir a realização do exame para os pacientes elegíveis, segundo os critérios médicos, ou seja, para pacientes que necessitam de diagnóstico específico.

Por se tratar de uma infecção respiratória, o diagnóstico do novo coronavírus é feito a partir de uma amostra de raspado (swab) de nasofaringe, isto é, material obtido da mucosa do fundo do nariz com uma haste flexível. Também serão aceitos outros materiais do trato respiratório, como lavado nasal, lavado broncoalveolar e raspado de orofaringe. Profissionais de saúde responsáveis pela coleta devem seguir as precauções usuais para demais vírus respiratórios e usar avental, máscara PFF2 (N95), luva e óculos.

Após o procedimento, o material coletado é enviado para análise na área de biologia molecular. O resultado fica pronto em três (3) dias úteis para o estado de São Paulo e em quatro (4) dias úteis para as demais regiões brasileiras.

Quem deve realizar o exame?

A realização dos testes segue os critérios epidemiológicos do Ministério da Saúde, ou seja, é recomendado para pessoas com febre associada a um sintoma respiratório, como tosse ou dificuldade para respirar. Embora já exista transmissão local em alguns estados brasileiros, a suspeita é ainda maior para pessoas com histórico de viagem às áreas com transmissão epidêmica do SARS-CoV-2 ou contato próximo com caso suspeito ou confirmado.

Onde o exame é realizado?

O Grupo Fleury disponibiliza o teste para o novo coronavírus (SARS-CoV-2) somente em hospitais parceiros nos estados de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Pernambuco (PE) e Rio Grande do Sul (RS), além do Distrito Federal (DF). O atendimento hospitalar corresponde melhor às recomendações nacionais e internacionais de diagnóstico e tratamento da doença, além das medidas de prevenção de transmissão a familiares e outros contatos próximos.

Como o vírus é transmitido?

O novo coronavírus e suas formas de transmissão estão em constante investigação. Mas já há conhecimento de que o contágio ocorre de pessoa para pessoa ou pelo contato com secreções contaminadas, como:

  • gotículas de saliva;
  • espirro;
  • tosse;
  • catarro;
  • contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
  • contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como prevenir?

Para evitar o contágio pelo coronavírus – e outros tipos de infecções respiratórias –, a recomendação é lavar bem as mãos com água e sabão, por cerca de 20 segundos, e a cada duas horas. Se não houver água e sabão, usar álcool em gel 70%. Outras recomendações são:

  • evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • evitar locais com aglomerações.
  • no caso de imunodeprimidos que fazem parte do grupo de risco, devem consultar seu médico para obter a melhor orientação de prevenção.

As medidas de prevenção estão sendo atualizadas diariamente pelos órgãos oficiais e as recomendações podem ser consultadas também junto ao Ministério da Saúde.

Casa de Saúde São José

Hospital Assunção

Hospital Beneficência Portuguesa

Hospital Beneficência Portuguesa Filantrópico

Hospital Beneficência Portuguesa Mirante

Hospital Brasil

Hospital Coração do Brasil

Hospital Ifor

Hospital Mãe de Deus

Hospital Moriah

Hospital Samaritano

Hospital Santa Catarina

Hospital Santa Helena

Hospital Santa Luzia

Hospital São Luiz Anália Franco

Hospital São Luiz Itaim

Hospital São Luiz Jabaquara

Hospital São Luiz Morumbi

Hospital São Luiz São Caetano

Hospital Sírio Libanês

Hospital Vera Cruz

Hospital Vila Nova Star

​​​
Imprimir